Distribuição Linux

Ao querer instalar o Linux, a primeira decisão a tomar é qual distribuição usar. Esta é uma questão que inunda os fóruns de discussão sobre Linux há anos e nunca houve um senso comum nas respostas, principalmente porque a resposta dependerá da sua necessidade. Você é iniciante? Desenvolvedor? O uso será para desktop ou servidor?  Mesmo respondendo as perguntas acima, ainda acabam restando várias opções e a escolha acaba por ser pessoal. Na 4Linux, por exemplo, cada profissional é livre para escolher a que mas gosta. De qualquer forma uma boa distribuição – para começar – seria uma daquelas mais populares, com mais suporte e documentação. Abaixo você conhecerá três ótimas opções para começar:

Ubuntu Desktop

Por ser uma das distribuições mais popular, sempre haverá programas Linux já no formato compatível para o Ubuntu. Toda grande empresa que disponibiliza um software para Linux considera o Ubuntu em seus testes e compatibilidades. Conta com farta documentação na internet para iniciantes. Para facilitar a experiência do usuário, instala de forma automatizada codecs para reprodução de vídeos e áudios em qualquer formato e alguns drivers proprietários para funcionarem adequadamente. Esta distribuição utiliza interface gráfica própria chamada Unity, com origem no GNOME. Pode ser executada a partir de um CD ou pendrive (LIVECD). O desenvolvimento do Ubuntu é baseado na distribuição Debian, uma das principais distribuições Linux para servidores. Há também o Kubuntu que utiliza a interface gráfica KDE em vez do Unity.

Linux Mint

O Linux Mint é muito popular, compatível e baseado no Ubuntu. Possui versões com interfaces baseadas no KDE, Cinnamon e Mate, que oferecem um botão similar ao Iniciar do Windows. Conta com um painel de controle bastante completo e como atrativo a facilidade de uso. Seu objetivo é entregar um Linux pronto para uso assim que instalado, com configurações pré-definidas e softwares proprietários presentes por padrão (no Ubuntu é opcional).

Fedora Workstation

Distribuição patrocinada pela Redhat. Instala por padrão a interface GNOME, que pode ser substituída pelo KDE, cinnamon, XFCE posteriormente. É um sistema simples de usar e bem suportado. Não faltam programas com versões compatíveis com o Fedora e documentação na internet. Diferentemente do Ubuntu e do Linux Mint, que possuem gerenciador de pacotes (padrão usado para distribuição e instalação de programas) em formato DEB, o Fedora usa RPM, o mesmo adotado pelo Red Hat Enterprise Linux e CentOS, distribuições Linux muito populares em servidores.

Outros

As distribuições são carinhosamente chamadas de ‘distros’. É muito comum ouvir a pergunta: ‘Qual distro você usa? “. Há ainda muitas outras distribuições que merecem destaque como openSuse, CentOS, Arch Linux, Zorin, Manjaro e Slackware. Um ranking com as principais distribuições Linux mais populares pode ser encontrada no site distrowatch.com e é um bom lugar para você conhecer mais opções e seguir com a escolha de qual distribuição usar. Ranking Distrowatch.

Fique por dentro das novidades:

Conheça nosso blog, com diversos artigos técnicos

Fique por dentro das novidades relacionadas aos softwares open source usado em nossas soluções.

Quer entrar para mundo Linux?

Conheça nosso curso online de Linux gratuito.

Quer receber todos os cases da 4Linux em formato de E-book?

Ele pode servir de inspiração ou rumo para o seu próximo projeto utilizando software open source.