Case:
Migração de Firebird para PostgreSQL redundante para sistema médico-laboratorial com tunning e solução de backup

Setor: Saúde

Tecnologias:

Sobre o cliente

Este cliente da área da saúde é uma clínica especializada em exames de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, com 25 anos de atuação e 7 filiais no litoral sul de São Paulo. Consolidou-se pelo pioneirismo nas principais tecnologias da área. Sua estrutura moderna aliada a tecnologia de ponta busca proporcionar soluções ágeis aos clientes, com padrões de excelência, através do aprimoramento constante dos médicos e da tecnologia, mantendo a posição de vanguarda no segmento de Diagnóstico por Imagem.

  • Sobre o projeto
  • Desafios na implantação
  • Solução implementada
  • Benefícios e resultados

A empresa utiliza uma aplicação (ERP) responsável por gerenciar todo seu fluxo de negócio, tal aplicação interagia com um banco de dados Firebird sob a plataforma Windows. Esta estrutura começou apresentar diversas ocorrências de lentidão e perda de conexão, o que têm atrapalhado o dia a dia dos usuários/colaboradores e consecutivamente do próprio funcionamento da clínica.
Assim, foi constatado que o gargalo do ambiente era o banco de dados, que devido ao seu crescimento em volume e também em número de requisições não estava mais suportando as novas demandas do ambiente, desta forma foi sugerido a migração para um ambiente mais robusto, utilizando como banco de dados a solução PostgreSQL, contemplando recursos para alta disponibilidade e mecanismos de back-up.

  • Garantir redundância do ambiente para evitar que o negócio fosse interrompido em casos de falha.
  • A nova solução precisava ser assertiva para resolver os problemas atuais.
  • O chaveamento para a nova solução não poderia causar indisponibilidade no sistema do laboratório.
  • O cliente não queria fazer nenhuma alteração na aplicação existente.
  • Por tratar-se de imagens, os volumes de dados a serem migrados eram grandes.

Solução Implementada

A 4Linux realizou a implantação do PostgreSQL em 2 servidores (master-slave) na infraestrutura local (on premise) do cliente.
Os dois servidores foram configurados para prover um ambiente redundante através de uma replicação assíncrona do tipo Primário/Secundário, onde foi escolhido o RepMgr (Replication Manager) recurso nativo do PostgreSQL para gerenciar a replicação entre os nós. Caso fosse necessário alternar os nós, esse chaveamento foi configurado para ser executado de forma manual, devido à questões de segurança (evitar o Split Brain).
Após a migração foi feito tuning nas configurações do PostgreSQL para garantir que o banco de dados use adequadamente os recursos de hardware e faça uso inteligente de toda memória disponível para otimizar processos envolvidos na gravação e leituras dos dados.

  • Problema de performace do banco de dados foi resolvido.
  • Ambiente redundante com servidores Primário/Secundário.
  • Tunning após a implantação, onde foram analisados parâmetros e métricas de consumo do ambiente em seu funcionamento operacional, para identificar aspectos do PostgreSQL que poderiam ser ajustados para prover maior performance à utilização do cliente.
  • Backup através de cópias contínuas com PITR (Point-in-Time Recovery) e cópias full das bases via pgDump garantindo maior resiliência ao ambiente.
  • Após o projeto, foi contratado junto à 4Linux um contrato de suporte técnico em regime 8x5.
small_c_popup.png

Quer receber todos os cases da 4Linux em formato de e-book?

Ele pode servir de inspiração ou rumo para o seu próximo projeto utilizando software open source.

Ao clicar em enviar você estará de acordo com nossa Política de Privacidade e Termos LGPD.